Notícias

Patrulha Maria da Penha começa a ser implantada em Olinda

Profissionais do segmento passam por capacitação, desenvolvendo habilidades

Publicado por: Redação da Secom, em: 24/01/19 às 12:57

Este slideshow necessita de JavaScript.

O Município de Olinda passa a contar com a Patrulha Maria da Penha, promovendo proteção para as mulheres vítimas da violência. Nesta quinta-feira (25), teve início o primeiro curso de capacitação para o projeto. A formação tem duração de três dias, no auditório da Policlínica Barros Barreto, localizado no Carmo. A última etapa prática acontece no dia 04 de fevereiro, trabalhando o segmento prático.
.
No local, foram capacitados guardas municipais, servidores desta área e mulheres que atuam no Centro de Referência e Atendimento à Mulher Márcia Dangremon (Ceam). Para quem está participando é uma experiência única. A secretária executiva da Mulher e Direitos Humanos, Verônica Brayner, ressaltou este sentimento. “Estamos querendo trabalhar sempre em prol do que é melhor para as mulheres usando as políticas públicas”.
.
 Quem ministrou a capacitação foi a antropóloga, Michele Couto e a bacharel em direito, Talita Catanho, ambas da equipe de enfrentamento de violência contra a mulher no Estado. A Patrulha Maria da Penha é uma ação do Programa Justiça para as Mulheres: que prevê punições para os agressores, além de ações com caráter preventivo e ostensivo, direcionadas ao acompanhamento das mulheres vítimas de violência doméstica e familiar e à fiscalização do cumprimento das Medidas Protetivas de Urgência por parte do agressor.
.
A iniciativa é fruto de uma parceria entre a Guarda Municipal de Olinda, a Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Direitos Humanos (SDSCDH), através da Secretaria Executiva da Mulher e Direitos Humanos e a Secretaria da Mulher do Governo do Estado.
%d blogueiros gostam disto: