Notícias

Pontos críticos de lixo viram jardins e praças em Rio Doce

Reeducandos à disposição da Secretaria Executiva de Serviços Públicos auxiliam no trabalho

Publicado por: Redação da Secom, em: 09/05/19 às 17:24

Um ponto de lixo, com mau cheiro e foco de doenças. Um ponto de plantação de mudas, cercado e bem limpo. Dois cenários, um mesmo lugar. Reeducandos a serviço da Prefeitura de Olinda – com apoio de moradores – têm feito essa transformação em alguns pontos da cidade. Desde terça-feira (07.05) e com previsão de conclusão para sábado (11), a equipe trabalha na Avenida das Garças, quadra I, IV Etapa de Rio Doce, na erradicação de pontos críticos de lixo e instalação de jardins com o suporte da Secretaria Executiva de Serviços Públicos.

Além do trabalho com a “mão na massa”, de capinação, plantação, limpeza, colocação de cacimbas de pneus e flores, a gestão municipal tem distribuído panfletos com informações alertando aos moradores para que não descartem o lixo em locais proibidos.

“Nosso principal objetivo é acabar com o foco de lixo e trazer um ambiente mais humanizado, agradável para os moradores de Rio Doce. Antes, apenas realizamos o trabalho de remoção de lixo, mas no dia seguinte a sujeira já estava de volta. Colocando esses jardins, deu certo. Na Rua Colibri, por exemplo, o lixo chegava a atrapalhar o trafego na rua. Hoje, com as nossas decorações e a ajuda da população, o ambiente está muito melhor. Nossa expectativa é que aconteça o mesmo na Avenida das Garças”, explicou o coordenador de manutenção e limpeza de Serviços Públicos de Olinda, Pablo Pereira.

Este slideshow necessita de JavaScript.

E a população ajuda mesmo. Aldemir “Índio”, como é conhecido e pediu para ser identificado, é muito conhecido na área. Morador da IV Etapa há 15 anos, ele teve a iniciativa de criar a Praça do Índio, na quadra 13, com apoio da Prefeitura em 2017. Nesta quinta (9), ele estava suando a camisa na Avenida das Garças junto aos reeducandos, ajudando na limpeza.

“Na Praça do Índio, era lixo acumulado com mais de dois metros de altura. Como hoje sou aposentado e tenho muito tempo, gosto de ajudar os meninos. Faço com amor. Estou sempre acompanhando e parabenizo os serviços da gestão”, disse Índio, bem humorado. Quem também estava empolgada com o novo jardim é Ivoneide Costa, a “Tia da Tortinha”. Ela, que mora há cerca de 500 metros do espaço que está em construção, auxiliou na plantação de mudas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

“É meu maior prazer fazer isso, é de coração. Ajudo nessa das Garças e também contribuí na praça da Rua 72. Nosso município merece”, disse a também aposentada, que está há 30 anos morando no local.

Este slideshow necessita de JavaScript.

%d blogueiros gostam disto: