Notícias

Prefeitura de Olinda regulamenta o uso do som mecânico no carnaval

O objetivo de ação é evitar a formação de focos não oficiais de folia que atrapalham o desfile dos blocos

Publicado por: adminolinda, em: 08/02/12 às 13:31
Apreensão de som no carnaval

Em 2011, um equipamento de som foi apreendido pelo Controle Urbano. - Foto: Passarinho/Pref.Olinda

A Prefeitura de Olinda, através da sua Secretaria de Assuntos Jurídicos, inicia, nesta quinta-feira (09), uma campanha para regulamentar a utilização de som mecânico nas ladeiras do Sítio Histórico, durante o carnaval. A iniciativa ocorre pelo 12º ano consecutivo e tem por objetivo evitar focos não oficiais de folia que atrapalham o desfile de blocos e agremiações pelas ruas da Cidade Alta.

A campanha tem início às 7h30 da manhã, desta quinta-feira, quando procuradores e servidores da Secretaria de Assuntos Jurídicos de Olinda percorrerão ruas do Sítio Histórico conversando com os moradores e distribuindo panfletos. No informativo, dicas para o controle do som mecânico durante os dias da Folia de Momo.

“Nosso objetivo não é reprimir ninguém. Na verdade, queremos regulamentar a utilização do som mecânico no carnaval para evitar a formação de focos não oficiais de folia. Nós percebemos que antes da criação desta campanha, no ano de 2001, representantes de blocos e agremiações, e até mesmo os próprios foliões, reclamavam da dificuldade em desfilar pelo Sítio Histórico por conta da concentração exagerada de pessoas em frente a algumas residências”, explica o secretário de Assuntos Jurídicos, César Pereira.

De acordo com ele, o primeiro ano da campanha foi o mais difícil porque houve a apreensão de muitos equipamentos de som. “Foram cerca de 30 deles”, afirma. Porém, nos anos seguintes, a iniciativa contou com forte apoio e compreensão da população. “No ano passado, tivemos apenas uma apreensão de equipamento eletrônico”, comenta César Pereira.

No folheto distribuído pelos servidores, a população encontra ainda um telefone para denúncias de som alto. Nestes casos, ao receber a reclamação, agentes do Controle Urbano ou da Guarda Municipal vão até o local checar a denúncia. Se comprovado, o proprietário do imóvel recebe uma notificação. Se reincidir, recebe uma multa e o equipamento é apreendido.

Nesta quinta-feira, procuradores e servidores se concentram e saem do Palácio dos Governadores, sede da Prefeitura de Olinda. A campanha continua até os dias que antecedem o carnaval.

%d blogueiros gostam disto: