Notícias

Prefeitura lança “Livro Geral” do poeta Carlos Pena Filho

A obra reúne todos os poemas do escritor e será lançada nesta quinta (28), às 19h no Palácio dos Governadores

Publicado por: adminolinda, em: 28/04/11 às 7:30
Carlos Pena Filho. Ilustação: ATMA Promo

Ilustação: ATMA Promo

“Olinda te agradece por teus versos imortais. Neles é possível encontrar o teu olhar. Perceber por qual janela tu avistaste o mundo, apreciaste a beleza e deste prazer à vida”. São com estas palavras que o prefeito de Olinda, Renildo Calheiros, assina a apresentação da Edição de Luxo do ‘Livro Geral’, do poeta pernambucano Carlos Pena Filho, que será lançado nesta quinta-feira(28), às 19h, na sede da Prefeitura de Olinda.

O exemplar tem 160 páginas, foi organizado pela viúva do autor, Tânia Carneiro, e é uma homenagem e realização da Prefeitura de Olinda por meio da Secretaria de Patrimônio e Cultura ao poeta. Segundo Tânia, a obra está na 8ª edição e reúne todos os poemas de Carlos Pena Filho.

Programação – Na ocasião do lançamento, o Grupo Vozes Femininas, formado por Cida Pedrosa, Silvana Menezes, Susana Morais e Mariane Bigio fará o recital poético “O Poeta do Azul”. Também será apresentado o projeto “Mala do Infinito Azul”, onde o ator Adriano Cabral traduz a vida e obra do poeta Carlos Pena Filho, através do teatro e da música. Para completar, será exibido o documentário de 18 minutos produzido pela ATMA Promo e dirigido por Leo Falcão, sobre a obra do poeta.

Carlos Pena Filho – Foi um poeta pernambucano considerado um dos maiores nomes da literatura brasileira do século XX. Filho de pais portugueses, Carlos Pena Filho nasceu no Recife, em 17 de maio de 1929. Em 1937, com a separação dos pais, mudou-se para Portugal, onde fez seu curso primário. Formou-se em direito pela Faculdade de Direito do Recife, na qual se encontra, hoje, o busto do poeta.

O escritor foi um poeta político, interessado em cada aspecto da vida de sua cidade e do seu Estado, Pernambuco. Seu estilo é carregado de oralidade e musicalidade, possuindo forte apelo pictórico. Em 1947, publicou o soneto “Marinha”, no Diário de Pernambuco, sendo o seu primeiro trabalho como poeta. Carlos Pena Filho teve sua carreira prematuramente encerrada em virtude de sua inesperada morte em 1 de julho de 1960, quando ainda estava com 31 anos de idade.

Serviço:

Lançamento da Edição de Luxo do Livro Geral de Carlos Pena Filho
Data: 28 de abril, às 19h.
Local: Palácio dos Governadores (Sede da Prefeitura de Olinda).

%d blogueiros gostam disto: