Notícias

Programa Remédio em Casa será lançado em Olinda

Pacientes portadores de doenças crônicas poderão contar com a comodidade de obter seus medicamentos sem sair de casa

Publicado por: adminolinda, em: 23/04/10 às 17:17
Pills & Container. Foto: Steve Smith

Foto: Steve Smith

Em comemoração ao Dia Nacional de Prevenção de Combate à Hipertensão Arterial, a Secretaria de Saúde de Olinda (SSO) lançará o Programa Remédio em Casa nesta segunda (26), às 08h30, na Unidade de Saúde da Família (USF), Varadouro, localizada na Avenida Joaquim Nabuco s/n. O programa beneficiará, inicialmente, cerca de 500 pacientes cadastrados na USF citada.

O Programa é uma iniciativa da SSO que visa melhorar o monitoramento de pacientes portadores de doenças crônicas como Hipertensão e Diabetes (Hiperdia), que é preconizado pelo Ministério da Saúde.

Na ocasião serão realizadas ações de promoção à Saúde com as equipes do Programa Se Bole Olinda, que além de conscientizar para a importância da atividade física, irá promover um aulão de ginástica para incentivar os presentes. A Coordenação de Nutrição promoverá avaliação e orientação nutricional e arte-educadores do Núcleo Popular em Saúde (NEPS) irão abordar temas associados à hipertensão e diabetes

A iniciativa visa diminuir os custos com as doenças no município e melhorar a qualidade de vida da população. De acordo com a coordenadora de Vigilância de Doenças e Agravos Não Transmissíveis de Olinda, Ângela Marcondes, as doenças ligadas ao aparelho circulatório são as que mais matam no Brasil, em Pernambuco e em Olinda. “Segundo estima o Ministério da Saúde, 15% da população brasileira é hipertensa e 8% é diabética”, informa.

Paralela à distribuição dos medicamentos, a Secretaria de Saúde está promovendo a campanha para atrair novos usuários e traçar um perfil dos olindenses. Para facilitar o processo, a Prefeitura está informatizando a rede de saúde. Na Unidade de Saúde do Varadouro o serviço já está informatizado e o cadastro dos pacientes é on-line. “A informatização e o cadastro on-line permitem um melhor acompanhamento e monitoramento dos pacientes, além de facilitar na composição do perfil”, acrescenta a coordenadora.

A princípio, em Olinda, o “Remédio em Casa” será implantado como projeto piloto apenas na USF Varadouro, porém, até o final do ano, pretende-se atender 100% das Unidades. O intuito é proporcionar mais conforto e principalmente garantir tratamento contínuo para todos os usuários cadastrados no Programa Hiperdia do município, cobrindo até lá 23 mil usuários.

%d blogueiros gostam disto: