Notícias

Retratos de Olinda – Baianinha, por Carol de Andrade

Na Noite para os Tambores Silenciosos, a fotógrafa Carol Andrade aproveita os flashs alheios para registrar um momento único de afirmação da cultura negra

Publicado por: adminolinda, em: 09/06/12 às 19:32
A baianinha mostra toda a força da cultura negra. Foto: Carol Andrade

A baianinha mostra toda a força da cultura negra. Foto: Carol Andrade

Parte da programação de abertura do carnaval de Olinda, a Noite para os Tambores Silenciosos chegou a sua oitava edição em 2012 arrastando centenas de pessoas às ruas do Sítio Histórico. Entre danças e fantasias, dez nações de maracatu se concentraram nos Quatro Cantos entoando hinos aos orixás cultuados pelo candomblé e se preparando para o momento de homenagem aos seus antepassados na Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos. A estudante de fotografia Carol de Andrade esteve pela primeira vez no encontro de maracatus que fora banhado com as luzes douradas do lugar.

No período da escravidão, todas as igrejas da Nossa Senhora do Rosário no país eram os únicos lugares onde a presença dos negros era permitida e era nelas onde eles se expressavam. Logo, são mais de 450 anos de afirmação de valores e religiosidade resgatados durante a Noite para os Tambores Silenciosos.

Em Olinda, a Igreja do Rosário dos Homens Pretos, fundada em meados do século XVII, fica no Largo do Bonsucesso. A fachada é simples, possui três arcadas e três janelas na altura do coro. Em escavações recentes foram descobertos dois altares laterais e um nicho também do mesmo período em que foi fundada. É diante desta igreja que acontece um dos momentos mais bonitos da Noite: o Silêncio dos Tambores. Neste momento toda a festa cessa por alguns instantes em reverência aos antepassados e o mestre de uma das nações conduz a celebração.

Uma festividade como esta naturalmente atrai uma série de expectadores. Entre eles, fotógrafos com os mais variados equipamentos. Sem flash e com apenas uma lente, Carol de Andrade tomou proveito da situação e clicou a pequena baianinha que mais lembra a figura da Oxum menina. “Tinham muitos fotógrafos e turistas, e foi bem complicado fazer o registro. Decidi tirar proveito do ‘problema’ dos flashs alheios. A foto fluiu dentro desse intuito”, conta.

O resultado é um retrato cheio de leveza da menina que sequer posa para ela. Luz e sombra desenhando no rosto da garota a certeza de que esses ritos ancestrais permanecerão vivos por pelo menos mais uma geração. Entre contas e rendas, desfilando com o Maracatu Leão Coroado, a baianinha carrega uma força no olhar e na postura, os punhos cerrados de quem agarra com força a sua fé e sua cultura.

Carol tem 20 anos de idade, começou a fotografar quando estava ainda no ensino médio, período em que iniciou o curso técnico em Fotografia no SENAC. Hoje é graduanda nas Faculdades Integradas Barros Melo (AESO) onde tem aprofundado seus conhecimentos em fotografia analógica, digital e novos processos fotográficos. “Sempre quis fotografar quando criança e ninguém me cedia a câmera, devo ter crescido com isso na cabeça”, lembra.

“Quando conclui o SENAC, ganhei minha primeira câmera do meu pai. Fui fazendo os primeiros cliques sozinha, testando o quanto podia as várias formas técnicas da fotografia com essa câmera”, diz. Carol possui um olhar singular e poético sobre o mundo que a cerca, seus trabalhos e experimentações carregam muito de poesia concreta e romantismo. A sua relação com a fotografia em si é de um todo muito romântica e pueril. “Usei tanto os recursos da minha primeira câmera, das mais variadas maneiras, que ela morreu”, conclui com pesar.

A Noite para os Tambores Silenciosos de Olinda é uma parceria da Prefeitura da Cidade com o Governo de Pernambuco, a Associação dos Maracatus e o Grupo Cultural Maracatudo Camaleão. A Secretaria de Cultura de Olinda apóia a iniciativa como forma de manter viva a cultura negra e a diversidade cultural que é característica da cidade.

Envie sua imagem

Você também tem uma boa foto e uma história pra contar?
Entre em contato conosco através do email secomolinda@gmail.com

Veja mais imagens da Noite para os Tambores Silenciosos no álbum de fotos da Prefeitura de Olinda no site Flickr

%d blogueiros gostam disto: