Notícias

Retratos de Olinda – Homem-Aranha de Olinda, por Luiz Fabiano

O fotógrafo literalmente dá o suor para conseguir o melhor ângulo do personagem dos quadrinhos, que escalou a Caixa D'água do Alto da Sé durante o Carnaval 2012

Publicado por: Secom, em: 02/04/12 às 18:14
Foto: Luiz Fabiano/Pref.Olinda

Foto: Luiz Fabiano/Pref.Olinda

Luiz Fabiano Pinheiro do Nascimento nasceu no Recife, mas cresceu cercado pela magia da histórica Olinda. Começou a fotografar em 1998 e fez alguns cursos profissionalizantes a fim de aperfeiçoar a técnica fotográfica. Inicialmente trabalhando com casamentos, festas de debutante e infantis, ele se especializou também na cobertura de shows e eventos diversos. Atualmente, compõe o time de fotógrafos da Prefeitura de Olinda e estuda jornalismo na Faculdade Joaquim Nabuco.

Em 2012, trabalhando pela quarta vez no carnaval de Olinda, conseguiu reunir um riquíssimo acervo de imagens. Foi no domingo de carnaval, por exemplo, em plena concentração do bloco Enquanto Isso na Sala de Justiça, onde os heróis dos filmes e quadrinhos encontram-se como numa convenção maluca, que Fabiano fez a foto acima.

O mirante da Sé transformou-se num grande palco a céu aberto e todas as atenções estavam nele: o Homem-Aranha. Ao som de Hero, música tema de um dos filmes do herói, o próprio faz a sua terceira aparição no carnaval olindense numa descida de rapel.

“Combinei com a jornalista que estava me acompanhando, Alessandra Loyo. Foi ela quem se adiantou, foi na minha frente para confirmar se eu precisaria subir ou não. Soubemos que ele ia descer e eu fiquei lá embaixo esperando, daí ela gritou ‘sobe correndo que ele vai descer!’ e eu fui o mais rápido que pude”, lembra o fotógrafo. Ele correu desesperado os seis lances de escada que levam até o mirante, para conseguir o melhor ângulo.

“Cheguei no topo quase sem fôlego, enrolei a alça da máquina no braço e, sem poder olhar, estiquei o braço para fora do prédio. Fiz a foto exatamente no momento certo e no enquadramento correto. [risos] Uma aventura não?”, conta o retratista. Ao invés de Nova York, Olinda se transformou no cenário perfeito para a apresentação do mascarado. Abaixo dele, um público eufórico, fãs e curiosos por saber sua verdadeira identidade.

O fotógrafo conta também da emoção das crianças que aguardavam o Homem-Aranha aos pés da Caixa D’água do Alto da Sé. Rapidamente, o personagem foi cercado de abraços e demonstrações de carinho dos pequenos. “Fotografar não é nada fácil, tem que suar a camisa”, conta Fabiano. No caso do estudante de jornalismo foi o que aconteceu, literalmente.

Um grande desafio para Fabiano foi circular pelas ruas da cidade, abarrotadas de foliões. “As ruas estavam muito cheias”, destaca. De acordo com a Secretaria de Turismo, Desenvolvimento Econômico e Tecnologia de Olinda, em 2012, mais de 2 milhões de pessoas visitaram Olinda, durante os quatro dias de carnaval. Só para se ter uma ideia, 95% dos leitos na rede hoteleira da cidade foi ocupado por turistas.

Com certeza, esta seria uma boa história a ser publicada no Clarim Diário de amanhã!

Envie sua imagem

Você também tem uma boa foto e uma história pra contar?
Entre em contato conosco através do email secomolinda@gmail.com

%d blogueiros gostam disto: