Notícias

Saúde de Olinda intensifica uso do DIU no planejamento familiar

Mulheres interessadas podem procurar uma das policlínicas da cidade

Publicado por: Redação da Secom, em: 19/09/18 às 15:16

Texto: Juliana Nascimento

Este slideshow necessita de JavaScript.

Focada na prevenção dos casos de gravidez indesejada e na proteção contra as doenças sexualmente transmissíveis, a Secretaria de Saúde de Olinda está intensificando a colocação do método contraceptivo “Dispositivo Intrauterino” (DIU). Para isso, o serviço que antes era oferecido em duas policlínicas saltou para cinco. Por mês, são disponibilizados 50 DIUs.

Para o próximo mês de outubro, em alusão ao Outubro Rosa e à integralidade da saúde da mulher, será promovido um mutirão do DIU. Diariamente vão ser  aplicados 15 dispositivos, e nove policlínicas da cidade estarão à disposição das pacientes.

As inserções dos DIUs vão acontecer das 8h às 12h, em outubro. Mas as mulheres que quiserem já podem, a partir desse mês de setembro, procurar uma das policlínicas da cidade para fazer agendamento e garantir sua vaga. A inscrição é gratuita.

Programação do mutirão: 

01/10- Policlínica Barros Barreto (Rua Dr. Justino Goncalves, s/n – Carmo);

04/10- Policlínica da Mulher de Olinda (Av. Presidente Getúlio Vargas, 1059 – Bairro Novo);

10/10-  Policlínica Jardim Fragoso (Rua José Alexandre Carvalho – Fragoso)

11/10–  Policlínica Rio Doce IV Etapa (Rua Trinta e Oito -Rio Doce)

16/10-  Policlínica da Mulher Sony Santos (Av. Presidente Kennedy, 3433 – Peixinhos)

19/10–  Policlínica Rio Doce II (Av. Coronel Frederico Lundgren – Rio Doce)

24/10–  Policlínica São Benedito (Rua Dunas – São Benedito)

26/10–  Policlínica Ouro Preto (Rua Peixe Agulha – Ouro Preto)

30/10- Policlínica Martagão Gesteira ( Av. Professor Andrade Bezerra- Salgadinho)

Vantagens do DIU  

  • O DIU é oferecido gratuitamente pelo SUS.
  • É prático e tem 99,3% de eficácia.
  • Pode ser trocado a cada 10 anos.
  • Não causa dor de cabeça, manchas no rosto, aumento de peso ou outros efeitos colaterais.
  • Não interfere na qualidade ou quantidade do leite materno.
  • Após a remoção, a fertilidade retorna rapidamente.
  • Não interfere na relação sexual, e pode ser utilizado desde a adolescência até a menopausa.

 Desfazendo mitos sobre o DIU: 

  • Não aumenta o risco de contrair infecções sexualmente transmissíveis.
  • Não torna a mulher estéril.
  • Não causa câncer.
  • Não causa desconforto ou dor para a mulher durante o ato sexual.
  • Não é abortivo.

 Contraindicações

  • Gravidez
  • Doença inflamatória pélvica (DIP) ou infecção sexualmente transmitida (IST)atual, recorrente ou recente (nos últimos 3 meses).
  • Sepsis puerperal.
  • Imediatamente pós-aborto séptico.
  • Cavidade uterina severamente deturpada.
  • Hemorragia vaginal inexplicada.
  • Câncer cervical ou endometrial.
  • Doença trofoblástica maligna.
  • Alergia ao cobre (para DIUS de Cobre).
%d blogueiros gostam disto: