Notícias

Saúde de Olinda monta estratégia especial para o Carnaval 2019

Quatro postos avançados espalhados pela cidade estarão funcionando

Publicado por: Redação da Secom, em: 28/02/19 às 11:12
A Secretaria de Saúde de Olinda montou uma estratégia especial de serviços para oferecer o melhor para os foliões e toda a população durante o Carnaval 2019. Além de postos avançados em quatro pontos espalhados pela cidade, serão desenvolvidas ações de conscientização a respeito de doenças sexualmente transmissíveis e distribuição de preservativos. Sem falar nas bases do Samu e ações da Vigilância Sanitária e da Vigilância Ambiental.
CONFIRA OS SERVIÇOS:
 
Atendimento / Postos avançados de Saúde Durante o Carnaval: o folião que precisar de atendimento de urgência/emergência deverá se dirigir a um dos quatro locais: – Hospital do Tricentenário (Rua Farias Neves Sobrinho, 232, Bairro Novo) – 24h – Policlínica Barros Barreto (Rua Dr. Justino Gonçalves, s/n, Carmo) – 24h – SPA – Peixinhos (Av Antônio Da Costa Azevedo s/n) – 24h – Posto Dia, na Praça Laura Nigro – 7h às 19h.
Prevenção à IST/HIV/AIDS: ações de prevenção, com distribuição de 800 mil preservativos masculino e feminino.
Orientação sobre o uso correto: atuação de 80 agentes redutores de danos, trabalhando em escalas dia e noite. – Os profissionais estarão distribuídos nos polos Carmo, Palácio do Governo, Rua 13 de Maio, Quatro Cantos, Amparo e Bonsucesso. – Ponto avançado de teste rápido ao lado dos Correios, no Carmo, das 10h às 17h. Serão oferecidas diversas atividades de conscientização e cuidados.
Samu: atuação do serviço de atendimento móvel pré-hospitalar, com descentralização de viaturas em quatro locais estratégicos. 1. Praça do Carmo; 2. Próximo da Prefeitura de Olinda; 3. PE-15; 4. Seplama (Bonsucesso).
Vigilância Sanitária: os profissionais vão atuar no controle da circulação de produtos de interesse à saúde (alimentos / gelo / bebidas artesanais / medicamentos e correlatos) e da oferta de serviços diversificados, cuja demanda aumenta de forma considerável no Carnaval.
Vigilância Epidemiológica: os agentes vão atuar no monitoramento das Doenças Transmitidas por Alimentos (DTA) e Doenças Diarreicas Agudas (DDA); investigação e bloqueio vacinal de possíveis surtos e epidemias; notificação de doenças de notificação compulsória e investigação de óbito.
Vigilância Ambiental: controle do Aedes aegypti e culex com a destruição de criatórios e aplicação de larvicida; supervisão e aplicação de raticida em locais estratégicos de foco de animação; controle de qualidade da água para consumo humano. Também será promovido um trabalho de educação em saúde no combate às arboviroses com arte educadores.
%d blogueiros gostam disto: