Notícias

Saúde de Olinda realiza exames de filariose

O intuito é aumentar a vigilância nos bairros para a quebra da transmissão da doença na cidade

Publicado por: Secretaria de Comunicação, em: 28/02/18 às 20:10

POR JÚLIO CÉSAR GOMES

A Secretaria de Saúde de Olinda continua intensificando os exames de gota espessa, popularmente conhecido como fura dedo, com o intuito de extinguir a filariose na cidade. A coordenação da enfermidade do município inseriu até a próxima quinta-feira (01.03), o Espaço Sr. Leônidas, localizado na Rua do Algodoeiro, nº 531, Jatobá, no horário das 23 à 01h. Quem preferir pode fazer o exame da doença, no Hospital Tricentenário e o Serviço de Pronto-Atendimento de Peixinhos (SPA), que realizam atendimento de forma permanente.

No momento da realização da consulta, os técnicos solicitam o nome e telefone do paciente para a realização do exame. Em casos de resultados positivos, uma equipe da Saúde entra em contato com o enfermo para dar início ao tratamento. As atividades da coordenação de filariose são reforçadas nos bairros, com visitação educativa de porta em porta, orientando as pessoas sobre os locais que estão sendo realizados os exames.

“Mesmo o município não registrando casos positivos desde 2011, a vigilância é contínua na quebra da transmissão”, declara Nivea Costa, coordenadora de filariose.

Os pontos fixos desta semana que vão funcionar das 23 à 01h são:

  • Hospital do Tricentenário – Rua Farias Neves Sobrinho, 232, Bairro Novo;
  • Serviço de Pronto-Atendimento de Peixinhos – Avenida Antônio da Costa Azevedo, 520, Peixinhos.

A doença

A transmissão da filariose se dá pela picada do mosquito culex, ou pernilongo/muriçoca. Após a penetração na pele, as larvas infectantes migram para região dos gânglios onde se desenvolvem até a fase adulta. No Brasil, 120 milhões de pessoas convivem com a doença. As regiões mais frequentes de contaminação da parasitose endêmica são as tropicais e subtropicais.

%d blogueiros gostam disto: