Notícias

Saúde de Olinda tem como meta vacinar até 100 mil pessoas contra a gripe

Quase 50 pontos estarão disponíveis para o público

Publicado por: Secom, em: 20/04/18 às 17:51

Por Pedro Moraes

O Programa Nacional de Imunização de Olinda (PNI) inicia nesta segunda-feira (23.04) a 20ª Campanha Nacional de Vacinação contra o vírus da Influenza (gripe). As vacinas estarão disponíveis em quase 50 unidades da rede de saúde do município, das 8h às 17h. De acordo com o cronograma do Ministério da Saúde e da Secretaria Estadual, a mobilização nacional (Dia “D”) está marcada para o dia 12 de maio (sábado), e a campanha termina em 1.º de junho. A meta é atingir 100 mil pessoas, sendo 90% de cada grupo prioritário.

A campanha vai atender crianças a partir de seis meses até quatros anos, 11 meses e 29 dias; crianças que já receberam a primeira e segunda dose da vacina; gestantes em qualquer idade gestacional; puérperas (até 45 dias após o parto); trabalhadores de saúde e professores dos serviços públicos e privados (básico e superior) e idosos a partir de 60 anos.

Também estão inseridos nesse público adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade, sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional; pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, independente da idade, conforme indicação do Ministério da Saúde em conjunto com sociedades científicas.

RECOMENDAÇÕES – A vacina só é contraindicada para pessoas com história de reação anafilática prévia em doses anteriores, bem como a qualquer outro componente da vacina ou alergia comprovada grave ao ovo de galinha e seus derivados, além de crianças menores de seis meses de idade, e pessoas com doenças agudas febris moderadas ou graves, recomendando-se adiar a vacinação até a resolução do quadro com o intuito de não se atribuir à vacina às manifestações da doença.

Pessoas com caso de ocorrência de síndrome de Guillain-Barré (SGB) no período de até seis semanas após uma dose anterior, recomenda-se também realizar avaliação médica criteriosa sobre benefício e risco da vacina antes da administração de uma nova dose.

Recomenda-se, sobretudo, observar o indivíduo vacinado por pelo menos 30 minutos em ambiente com condições de atendimento de reações anafiláticas.

%d blogueiros gostam disto: