Notícias

Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Direitos Humanos relembra ações e traça metas para 2020

Balanço foi apresentado nesta segunda-feira (9)

Publicado por: Redação da Secom, em: 09/12/19 às 18:43

Este slideshow necessita de JavaScript.

Mais um balanço do triênio 2017-2019 foi apresentado nesta segunda-feira (9), no Palácio dos Governadores, sede da Prefeitura de Olinda. Desta vez a Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Direitos Humanos apresentou números desses anos, em todas as ações promovidas no período, e os objetivos para 2020.

O evento contou com a presença do prefeito Professor Lupércio e foi conduzido pelo secretário da pasta, Odin Neves, secretária-executiva da Mulher e Direitos Humanos de Olinda, Verônica Brayner, e pela secretária-executiva de Assistência Social do município, Mônica Ribeiro.

“Esse trabalho é fruto de uma reunião que fizemos com secretários, de fazer esse balanço, que é muito importante para integrar as secretarias. Nesta segunda, por exemplo, recebemos representantes de praticamente todas as pastas. O objetivo é que todos passem a vivenciar o que o colega de lado está fazendo”, comentou o prefeito.

Para o secretário Odin Neves, mesmo com as dificuldades do dia a dia diante da situação do País, o trabalho de sua equipe foi fundamental para o sucesso do município. “Mesmo com limitações, nossa equipe se sacrifica e dá o máximo para Olinda. Sem a equipe, não somos nada neste processo. Trabalhamos para garantir a assistência social e os direitos para quem mais precisa”, acrescentou Odin.

Foram abordados pontos como os trabalhos realizados pela secretaria junto aos conselhos da Mulher, Pessoa Idosa e de Direitos Humanos, participação em comitês e grupos de trabalho, elaboração de projetos “Na Praça com Elas”, “Maria da Penha vai à Escola” e “Blitz Mulher”, entre outros. Destaque para o número de eventos realizados no Centro Especializado de Atendimento à Mulher Márcia Dangremon durante o triênio: 81 palestras, quatro oficinas temáticas, quatro cursos e 234 participações em atividades externas.

“Temos como meta em 2020 dar continuidade aos projetos e ações já desenvolvidas, executar novos, implementar projetos de parques inclusivos, dar o pontapé inicial no Praia sem Barreiras e o Conselho da Pessoa com Deficiência, e muito mais”, detalhou Verônica Brayner.

Já em Assistência Social, destaque para os trabalhos no Centro de Referência da Especializado da Assistência Social (Creas), os 10 Centros de Referência da Assistência Social (Cras), programas de promoção do acesso ao mundo do trabalho, programa Criança Feliz, quase 70 mil famílias inscritas no Cadastro Único e mais de 30 mil no Bolsa Família. Destaque também para os atendimentos no Cras: quase mil novas famílias para acompanhamento, cerca de 3500 atendimentos individualizados e também cerca de 3500 abordagens para população em situação de rua.

“No próximo ano, desejamos oferecer novos cursos profissionalizantes, recomposição das equipes técnicas nos serviços socioassistenciais, dobrar o alcance do Criança Feliz e realização de mais dois seminários com temas relativos a Política de Assistência Social para atores da rede intersetorial e Sistema de Garantia de Direitos”, explicou Mônica Ribeiro.

%d blogueiros gostam disto: