Notícias

Sistema de Vigilância de Violências e Acidentes (VIVA) avança em Olinda

Pesquisa sobre mortalidade por acidentes e violência será realizada nas unidades do SPA/Olinda, Hospital do Tricentenário e UPA

Publicado por: Secom, em: 01/09/11 às 14:51
Equipe do Consultório de Rua está inserida no programa - Foto: NUPAV/Olinda

Equipe do Consultório de Rua está inserida no programa - Foto: NUPAV/Olinda

O assunto em pauta é Vigilância de Violência e Acidentes (VIVA). As conseqüências desse tema para o sistema de saúde e para a sociedade apontam para a necessidade de aperfeiçoamento do sistema de informações de mortalidade e morbidade por causas externas. Assim, surgiu uma ferramenta denominada VIVA Inquérito para subsidiar políticas públicas de prevenção, atenção integral às vítimas, promoção à saúde e estímulo a uma cultura de paz.

Este ano, o Viva Inquérito será realizado nas unidades do SPA Olinda, Hospital do Tricentenário e UPA PE-15, onde nesta quinta-feira (01) uma equipe de 22 coletadores de dados e seis supervisores, devidamente identificados, se alternarão em plantões de 12h, durante 24h, nos 30 dias do mês de setembro.

Portanto, com o objetivo de construir um diagnóstico mais sensível e real no município, embasado nas ações de prevenção e promoção à saúde, a Secretaria de Saúde de Olinda, através da Coordenação das Doenças e Agravos Não Transmissíveis (DANT’s), vem participando da Pesquisa desde 2006.

Para isto, em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde/PE (SES), foi realizado treinamento específico para os componentes das equipes, como reuniões intersetoriais de pactuação junto aos diretores das unidades a serem pesquisadas.

VIVA – É um projeto nacional, que vem sendo implantado desde 2006 pelo Ministério da Saúde, sob a Coordenação da Secretaria de Vigilância em Saúde. O Viva-Inquérito é um dos componentes do Sistema de VIVA e se caracteriza pela pesquisa pontual, a cada dois anos, em unidades de urgência e emergência das demandas decorrentes de causas externas – entre as quais violência física (agressão, estupro), acidentes de transporte (veículos), tendo como objetivo subsidiar a redução da morbimortalidade decorrente desses agravos.

Veja mais

%d blogueiros gostam disto: