Notícias

Termina amanhã a Semana Nacional de Doação de Órgãos

Olinda promove encerramento da campanha na Associação dos Moradores de Peixinhos

Publicado por: Secom, em: 01/10/09 às 17:06
Arte: Diego de Luna

Arte: Diego de Luna

Terminam amanhã (02) as ações em comemoração à Semana Nacional de Doação de Órgãos, promovidas pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), através da Central de Transplantes de Pernambuco (CTPE). O encerramento acontece em Olinda, com panfletagem e convocação da população para a realização do cadastro para o Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome). A ação será concentrada em dois pontos da cidade, na Associação dos Moradores de Peixinhos e na Praça do Carmo.

A população pode comparecer a esses locais e realizar o cadastro de doação voluntária de medula óssea nas unidades móveis de saúde. Para isso, uma amostra de sangue (5 ml) é coletada e utilizada no exame que diagnostica características genéticas importantes para a verificação da compatibilidade entre o doador e o receptor da medula óssea. Os dados do doador são catalogados no cadastro e a compatibilidade é verificada cada vez que surge um novo paciente à procura de transplante. Do início do ano até o final de junho foram realizados 10.991 cadastros no Estado.

Segundo a secretária executiva de saúde de Olinda, Cristina Menezes, durante todo o mês de setembro foram realizadas capacitações com agentes de saúde do Distrito I para incentivar a doação de órgãos. “Nossa idéia era que esses agentes se transformassem em multiplicadores. Ao visitar as famílias, além do atendimento de saúde contínuo, os agentes poderiam tirar as dúvidas da população sobre a doação e mostrar a importância do ato”.

DOAÇÃO – No Estado, 3.384 pessoas esperam por um órgão ou tecido para sair da lista de espera da CTPE e ganhar uma vida mais saudável. A maior lista de espera é de pacientes que aguardam por uma córnea – 1.126 pessoas. Em segundo lugar, estão os que precisam de transplante de rim 1.956, em seguida, vem fígado com 298 pessoas na lista de espera e, por último, coração, com quatro pacientes na esperança do transplante. Até julho deste ano, 647 cirurgias desse tipo foram realizadas em Pernambuco. Em 2008, o número foi de 1.036 procedimentos.

%d blogueiros gostam disto: