Notícias

Tipóia Festival chega aos 10 anos

Além de shows, evento contará com mostra de vídeos e exposição fotográfica

Publicado por: Secom, em: 22/09/09 às 12:38
A banda olindense Radistae é uma das atrações do Tipóia Festival

A banda olindense Radistae é uma das atrações do Tipóia Festival

Em Tracunhaém, Tipóia é o nome do festival que há dez anos realiza e sugere novas oportunidades para artistas da Zona da Mata Norte, além de propor o intercâmbio de informações e sensibilizar o público da região às novas expressões.

Este ano, o evento tem como parceiros a Fundarpe, as prefeituras Tracunhaém, Recife e Olinda, além do comércio local e repete a dose na mesclagem de bandas e artistas da região com os das metrópoles Olinda e Recife. Siba e Fuloresta, Orquestra Experimental de Olinda, Alessandra Leão, Ticuqueiros, Treminhão, Favela Reggae e Ódium são alguns dos nomes que vão migrar para a Mata Norte nos dias 25, 26 e 27 de setembro. Lá, integram-se com as novidades da movimentação cultural da região, nascedouro e berço de grande parte das manifestações culturais e populares do estado – e que forma, cada vez mais, projetos artísticos da contemporaneidade pernambucana.

Antes da maratona de shows, será realizada, de 21 a 24 de setembro, uma mostra de vídeos e uma exposição fotográfica, registro da história do festival. As exibições serão na biblioteca da cidade. Autêncio e independente, o Tipóia faz dez anos como eixo e símbolo de resistência da Mata Norte. Absolve as dificuldades e as transforma em propostas de superação e visibilidade, articuladas pela persistência e dedicação do idealizador/ produtor do evento, Sidclei Marcelino (músico atuante na cena de Pernambuco, presente em projetos como os de Renata Rosa, Maciel Salú, Isaar, Chão e Chinelo e Ticuqueiros).

De 1999 para cá, Sid já colocou na programação do Tipóia artistas como Zé Brown, Orquestra Popular da Bomba do Hemetério, Fábio Trummer, Isaar, Maciel Salu, Almir de Oliveira, Hannagorik, Orquestra Contemporânea de Olinda, Lula Cortes, Ortinho, Carfax, Tiger entre outros. “Tracunhaém tem uma história com a música. Na década de 70 recebeu grandes artistas, ainda em início de carreira. Entre eles Fagner, Elba Ramalho, Alceu Valença e Geraldo Azevedo”, complementa Sidcley.

O Tipóia foi pensado e é realizado especialmente para jovens, estudantes, desempregados, cortadores de cana e artesãos da cidade. A programação é apontada e escolhida pela população, que nos dias do evento comparece com um público de cerca de mil pessoas. O festival também é uma oportunidade de encontro de jovens artistas e interessados em artes com outros moradores de cidades da Mata Norte e da capital.

Trajetória – O Tipóia Festival começou em 1999, como uma festa de radiola na sede do Independente Futebol Clube e se chamava “Sbraybow”. Em 2000 teve a participação das primeiras bandas ao vivo. Em 2002, foi para a rua. Em 2007 recebeu o incentivo do Funcultura. Em 2009 entra para o Calendário Estadual de Cultura.

Serviço:
Tipóia Festival – 10 anos não é Brinquedo!
De 21 a 24 de setembro: Mostra de Vídeos (das 20h às 22h, na Biblioteca)
Exposição fotográfica Tipóia 10 Anos (na Biblioteca)
De 25 a 27 de setembro: Shows na Praça Costa Azevedo
Tracunhaém, Zona da Mata Norte, fica a 70 quilômetros do Recife
http://www.myspace.com/tipoiafestival

%d blogueiros gostam disto: