Prefeitura de Olinda convoca produtores para colaborar com o Carnaval 2019

Seu idioma:

EnglishGermanItalianJapanesePortugueseSpanish

O Carnaval de Olinda de 2019 será organizado democraticamente entre a sociedade e o poder público. A Prefeitura abre nesta segunda-feira (08.10) o chamamento para que produtores culturais com projetos aprovados pela lei Rouanet (Lei Incentivo à Cultura) possam inscrever propostas para colaborar com os festejos do próximo ano.  O procedimento deve ser realizado até o próximo dia 5 de novembro. O telefone para outras informações é 3439-1988. 

Estão aptos a concorrer produtores com projetos em diversos segmentos, como: teatro, dança, circo, música, literatura, artes plásticas e gráficas, gravuras, artesanato, patrimônio cultural (museu e acervo, por exemplo) e audiovisual (como programas de rádio e TV, sítios e festivais nacionais).  

Os projetos serão avaliados por uma Comissão da Secretaria de Patrimônio, Cultura, Turismo e Desenvolvimento Econômico da cidade. Quem for aprovado poderá contar com a participação de apoio institucional da Prefeitura para divulgar trabalhos durante o Carnaval. A partir desse apoio, os produtores podem captar recursos de patrocinadores. 

Pode ser inscrita qualquer proposta na área da temática do Carnaval e não há um número de limites de projetos aprovados, desde que, tenham correlação com o período carnavalesco com a cidade, com os polos e com a cultura pernambucana. Os documentos devem ser entregues, entre 8h e 13h, na Secretaria de Cultura de Olinda, que fica na Rua São Bento, nº 160, no Varadouro. O resultado dos aprovados será divulgado no dia 20 de novembro. 

Em 2018, a Prefeitura de Olinda contou com 13 polos, entre eles o Infantil, de Acolhimento (destinado às crianças e adolescentes que não têm onde ficar enquanto os pais trabalham no Carnaval), de Acessibilidade e do Coco. A programação do próximo ano também contará com Polo Geek e, os produtores podem promover propostas também nas temáticas dos demais polos.   

LEI ROUANET  

A Lei de incentivo à Cultura possibilita que cidadãos (pessoa física) e empresas (pessoa jurídica) apliquem parte do Imposto de Renda devido em ações culturais. A proposta deve ser aprovada pelo Ministério da Cultura e, se isso ocorrer, seu titular pode buscar recursos com cidadãos ou empresas.  

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on google
Google+
Share on whatsapp
WhatsApp
Fechar Menu