Notícias

Vacinação da gripe em Olinda já supera o índice de 90%

Município assinala a terceira melhor cobertura do Estado. A campanha segue até a próxima sexta-feira (26), com atendimento ao público em toda a rede de saúde

Publicado por: Marcilio Albuquerque, em: 23/05/17 às 12:23

Foto: Weverton Mello/Prefeitura de Olinda

 

A campanha de vacinação contra gripe em Olinda segue até a próxima sexta-feira (26.05) e já comemora os bons resultados. O município assinala a terceira melhor cobertura de influenza em todo o Estado, com metas alcançadas em todos os grupos prioritários. Este ano, Olinda ultrapassou o alvo de 90% do público estabelecido pelo Ministério da Saúde, com a expectativa de atingir mais de 100 mil pessoas. O resultado demonstra a conscientização da população quanto à importância e benefícios da imunização. O trabalho continua nos postos, policlínicas e em toda a rede de atendimento, operando entre as 7h e 17h.

Entre o público que deve comparecer as unidades estão crianças, com idades entre seis meses e cinco anos; trabalhadores de saúde; gestantes; mulheres que deram a luz recentemente; além de idosos, a partir dos 60 anos. Os professores das redes privada e pública de ensino também receberam a vacina de prevenção contra o vírus. Até o fim desta semana, as equipes estarão disponíveis nos Postos de Saúde da Família (PSFs) e também nas policlínicas. Para não deixar ninguém de fora, os agentes da campanha também visitaram escolas, faculdades, abrigos de idosos e terreiros de religião de matriz africana, desenvolvendo também a inclusão e sociabilidade.

De acordo com a coordenadora de imunização de Olinda, Lídia Melo, o bom rendimento da campanha de 2017 é refletido em vários indicadores. “A redução de casos de hospitalização é notória, e implica diretamente na qualidade de vida dos cidadãos. Estamos falando de uma vacina segura, em que as pessoas aprenderam a confiar”, destacou. A influenza é uma doença respiratória infecciosa de origem viral, que pode levar ao agravamento e ao óbito, especialmente nos indivíduos que apresentam fatores ou condições de risco para as complicações da infecção.

Serviço:
Vacinação – Até a sexta-feira (26)
– Crianças com idades de seis meses a cinco anos
– Gestantes
– Puérperas (mulheres até 45 dias após o parto)
– Povos indígenas
– Pessoas com idade acima de 60 anos
– Grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais

%d blogueiros gostam disto: