Notícias

Vigilância Sanitária de Olinda interdita supermercado Atacadão

O motivo da ação foi por conta do descumprimento de normas sanitárias, inclusive por falta de limpeza e presença de roedores sobre os alimentos

Publicado por: Secom, em: 06/01/11 às 11:11
Equipe da Vigilância Sanitária de Olinda interdita supermercado Atacadão - Foto: Secretaria de Saúde de Olinda

Equipe da Vigilância Sanitária de Olinda interdita supermercado Atacadão - Foto: Secretaria de Saúde de Olinda

Uma equipe da Vigilância Sanitária de Olinda interditou na manhã dessa quarta-feira (5) o Atacadão, supermercado da rede Carrefour, localizado na Avenida Pan Nordestina, em Olinda. O motivo do fechamento temporário do estabelecimento foi o descumprimento de algumas normas sanitárias. O local apresentava falta de desratização, limpeza, ambientes desorganizados na área interna e externa do supermercado, mercadorias com data de validade vencidas e locais favoráveis à proliferação de roedores.

De acordo com a gerente da Vigilância Sanitária, Adriana Figueiredo, desde junho de 2010 um total de nove vistorias foram realizadas e, em todas elas, o Atacadão foi notificado sobre a necessidade de regularização das questões de higiene do local. Em março do ano passado, o supermercado recebeu multa em R$ 20 mil, por conta do grande número de produtos vencidos ou fora das condições ideais de acondicionamento.

Segundo Adriana Figueiredo, além da interdição, uma multa no valor de R$ 500 mil foi aplicada ao estabelecimento, sobretudo por apresentar situação de risco à saúde da população. “O estabelecimento só deverá reabrir às portas após apresentar condições higiênicas”, informou Adriana, complementando que a diretoria do Atacadão pode recorrer à Diretoria de Vigilância Sanitária de Olinda e, em última instância, à Secretaria de Saúde.

À tarde, uma reunião envolvendo a secretária de Saúde do município, Tereza Miranda, a equipe da Vigilância Sanitária e a direção do supermercado aconteceu na sede da Secretaria para discutir a reabertura do estabelecimento. “Assim que for cumprido o que foi determinado, a diretoria do supermercado pode nos ligar que vamos fazer a vistoria e verificar se o local pode ou não ser reaberto”, comentou a gerente de Vigilância, Adriana Figueiredo.

%d blogueiros gostam disto: