Notícias

Vigilância sanitária reúne comerciantes de Olinda para categorização de serviços de alimentação

O encontro realizado no último dia 15, visou a apresentação do projeto piloto de categorização para a melhoria do atendimento nos serviços de alimentação

Publicado por: adminolinda, em: 16/08/13 às 11:15
Comerciantes de Olinda se reuniram no auditório da Policlínica Barros Barreto. Foto: Secretaria de Saúde de Olinda.

Comerciantes de Olinda se reuniram no auditório da Policlínica Barros Barreto. Foto: Secretaria de Saúde de Olinda.

Um encontro realizado na manhã da última quinta-feira, 15, no auditório da Policlínica Barros Barreto, Carmo, reuniu proprietários de 21 estabelecimentos de Olinda para apresentação do projeto piloto da ANVISA, para a categorização dos serviços de alimentação. O encontro foi promovido pela Vigilância Sanitária de Olinda, que convidou o gerente geral da Agência Pernambucana da Vigilância Sanitária, o sanitarista Jaime Brito, para exposição do projeto.

A proposta de Categorização, que é baseada em experiências bem sucedidas nas cidades de Los Angeles, Nova Iorque e Londres, consiste em classificar serviços de alimentação para priorizar os aspectos de higiene e melhoria do perfil sanitário dos estabelecimentos, sobretudo, garantindo o cumprimento das regras definidas pela Vigilância Sanitária.

O projeto será implantado de forma voluntária, em cidades-sedes da Copa do Mundo de 2014, bem como em municípios que compreendem a rota turística litorânea (Olinda, Recife, Jaboatão e Ipojuca).

O prazo estabelecido para a conclusão do projeto é de dois anos, sendo dividido em dois ciclos. O primeiro teve início em abril deste ano com a publicação das diretrizes, divulgação das cidades que aderiram ao projeto e autoavaliação. De agosto a dezembro as equipes de vigilância farão inspeções nos serviços de alimentação selecionados, quando será divulgado o resultado da primeira etapa.

O segundo ciclo começa em janeiro de 2014, com duração de quatro meses, sendo realizadas inspeções definitivas para a categorização. Depois, divulgação na internet dos resultados das inspeções, avaliação e término do projeto com relatório final.

O proprietário do Restaurante Oficina do Sabor, César Santos, destaca a preocupação do governo com a saúde pública. “Isso é válido, porque beneficia a todos para uma saúde com mais qualidade”, enfatizou.

O sanitarista Jaime Brito, disse estar otimista com a implantação do projeto. “O serviço vai melhorar ainda mais com as informações aos proprietários, proporcionando um serviço com qualidade para a população”. Disse ainda, que as inspeções vão ter critérios educativos e se for o caso de notificação.

Para a gerente da Vigilância Sanitária de Olinda, Adriana Figueiredo, o trabalho não foge das inspeções rotineiras. “O projeto só vai respaldar o nosso serviço diário, e melhorar a qualidade dos estabelecimentos nessa área de atuação”, pontuou.

%d blogueiros gostam disto: