Notícias

MIMO, maior festival gratuito de música instrumental do país, chega à 11ª edição em Olinda

Nomes como Jorge Mautner e Otto, Chick Corea & The Vigil, Trilok Gurtu, Jordi Savall & Hespérion XXI estão confirmados no evento, que será realizado de 04 a 07 de setembro

Publicado por: Secretaria de Comunicação de Olinda, em: 29/07/14 às 18:25
O cantor e compositor Jorge Mautner faz show em Olinda, com participação do cantor e percussionista pernambucano, Otto, do sábado (06) para o domingo (07) às 00h30 na Praça do Carmo. Foto: MIMO Festival/Divulgação

O cantor e compositor Jorge Mautner faz show em Olinda, com participação do cantor e percussionista pernambucano, Otto, do sábado (06) para o domingo (07) às 00h30 na Praça do Carmo. Foto: MIMO Festival/Divulgação

Praças, ruas e igrejas de cidades históricas brasileiras se transformam em palcos para os maiores artistas da música mundial durante noites inesquecíveis. Essa é a essência do MIMO, o maior festival gratuito de música instrumental do país, que chega à sua 11ª edição em 2014. Firmando-se como polo de música plural e de valorização do patrimônio histórico brasileiro, o MIMO será realizado em Olinda, com apoio da Prefeitura do município (de 04 a 07 de setembro), Ouro Preto (MG, de 29 a 31 de agosto), Paraty (RJ, de 10 a 12 de outubro) e, pela primeira vez, em Tiradentes (MG, de 17 a 19 de outubro), que passa a integrar o circuito. O evento é apresentado pelo Bradesco e TIM, com patrocínio do BNDES e apoio da Deloitte.

Apostando na diversidade de ritmos e culturas do mundo – da música clássica ao jazz, passando pela world music e tudo de mais representativo que existe na cena contemporânea –, o festival reúne nomes de mais de dez países, como Mali, França, Jamaica, Escócia, Índia, Estados Unidos, Brasil, entre outros. Um dos maiores nomes do jazz mundial, o pianista e compositor americano Chick Corea volta ao Brasil depois de dois anos e agora se apresenta ao lado do novo grupo, The Vigil, em Olinda e Ouro Preto, com o repertório de seu mais recente álbum elétrico.

O catalão Jordi Savall, premiado mestre da viola da gamba e da música antiga, chega ao Brasil para exclusiva apresentação em Olinda com seu grupo de câmara Hespérion XXI. Na fusão de ritmos indianos com a música do mundo, o percussionista e compositor indiano Trilok Gurtu trará um repertório autoral para apresentações no MIMO Olinda e Ouro Preto, acompanhado por seu quarteto. As duas cidades também irão receber o cantor jamaicano Winston McAnuff, ao lado do acordeonista francês Fixi, com show de lançamento do disco “A new day”, apresentado no Brasil pela primeira vez; e o africano Bassekou Kouyate, um dos artistas mais populares de Mali, especialista no ngoni (instrumento típico da costa ocidental africana). O músico, que sobe ao palco ao lado da sua banda Ngoni Ba, composta por sua mulher e filhos, desembarca pela primeira vez em terras brasileiras.

Além dos nomes internacionais, o MIMO recebe grandes bambas brasileiros, como o cantor e compositor Jorge Mautner, que fará um show com a Banda Tono, com a participação do cantor e percussionista Otto, na Praça do Carmo.

Também tem pernambucano na área. O compositor Walter Areia, baixista da banda Mundo Livre S/A, uma das pioneiras do movimento “Manguebeat”, se apresenta com o projeto “Areia e Grupo de Música Aberta” no dia 07/09, às 18h na Praça do Carmo.

“Nosso objetivo é pluralidade e qualidade. Procuramos sempre trazer os melhores nomes da música instrumental do mundo para se apresentar no país de forma gratuita e, assim, realizar um trabalho de fomento e formação de plateia. Temos o prazer de receber em nossa 11ª edição nomes brilhantes de diferentes países e muitos estilos”, comemora a diretora artística do evento, Lu Araújo.

Quem quiser participar do evento, deve buscar as senhas para os concertos realizados nas igrejas da cidade na Biblioteca Municipal de Olinda, que é localizada na Avenida da Liberdade, 100, Carmo.

As senhas dos concertos realizados às 18h e 19h devem ser retiradas a partir das 17h do dia do evento desejado. Já para os que acontecem às 20h30, as senhas devem ser retiradas a partir das 18h, no dia do concerto. Serão distribuídas no máximo 2 senhas por pessoa. Espaços sujeitos à lotação. O festival oferece telões com transmissão simultânea para os concertos das 19h e 20h30 nas áreas externas das Igrejas.

Novidades: Prêmio MIMO Instrumental

Como grande novidade para este ano, o festival lançou o Prêmio MIMO Instrumental que irá selecionar novos talentos da música brasileira para integrar a programação oficial do festival. Músicos de todo o país, entre 18 e 35 anos, concorrem para esta seleção que recebeu 346 inscrições. “O prêmio tem o objetivo de valorizar jovens instrumentistas de todas as regiões do Brasil, incentivando a inovação no campo da composição, técnica e estética musical”, acrescenta Lu Araújo.

Programação dos Concertos

04/09 – Quinta-feira
20h30 – Igreja da Sé – Trilok Gurtu Band (Índia)
22h30 – Praça do Carmo – Chick Corea & The Vigil (EUA)

05/09 – Sexta-feira
18h – Mosteiro de São Bento – CHAARTS (Suíça)
19h – Seminário de Olinda – Renata Rosa e Emily Loizeau (França)
20h30 – Igreja da Sé – Jordi Savall e Héspèrion XXI (Espanha)
22h30 – Praça do Carmo – Winston McAnuff & Fixi (Jamaica/França)
00h30 – Praça do Carmo – Bassekou Kouyate & Ngoni Ba (Mali)

06/09 – Sábado
18h – Igreja do Carmo – Sonia Wieder-Atherton (França)
19h – Seminário de Olinda – James Duncan Mackenzie Band (Escócia)
20h30 – Igreja da Sé – Egberto Gismonti e Part. Esp. Jacques Morelenbaum (Brasil)
22h30 – Praça do Carmo – Grupo Bongar (Brasil)
00h30 – Praça do Carmo – Jorge Mautner – Part. Especial Otto

07/09 – Domingo
16h – Praça do Carmo – Jorginho Neto e Banda – Vencedor do Prêmio MIMO Instrumental
18h – Praça do Carmo – Areia e Grupo de Música Aberta

Programação do Festival Audiovisual Mimo

04/09 – Quinta-feira
18h – Mercado da Ribeira – Aprender a Ler pra Ensinar Meus Camaradas, de João Guerra
19h – Igreja da Sé – A Música Segundo Tom Jobim,  de Dora Jobim e Nelson Pereira dos Santos
20h – Mercado da Ribeira – Damas do Samba, de Susanna Lira
20h – A Casa do Mário, de Luiz Bargmann Netto

05/09 – Sexta-feira
18h – Mercado da Ribeira – Geração Baré-Cola: Usuários de Rock, de Patrick Grosner
18h – Mercado da Ribeira – Oleguns Olô Fê, de Fernando Mamari e Tarsilla Alves
18h – Pátio do Seminário – Israel Casa de Bamba, de Felipe Ivanicska
19h – Igreja da Sé – Jorge Mautner, O Filho do Holocausto, de Pedro Bial e Heitor D’Alincourt
20h – Mercado da Ribeira – Triunfo, de Caue Angeli e Hernani Ramos
20h – Mercado da Ribeira – Patativa: Xiri Meu “Eu Não Dou”, de Tairo Lisboa
20h – Mercado da Ribeira – O Homem que Pintava Músicas, de Jackson Abacatu

06/09 – Sábado
18h – Mercado da Ribeira  – Democracia em Preto e Branco, de Pedro Asbeg
18h – Mercado da Ribeira – Atenciosamente, Lo Turco, de Débora Guimarães
18h – Pátio do Seminário – Sobre Amanhã, de Diego de Godoy e Rodrigo Pesavento
19h – Igreja da Sé – Dominguinhos, de Joaquim Castro, Eduardo Nazarian e Mariana Aydar
20h – Mercado da Ribeira – A Farra do Circo, de Roberto Berliner e Pedro Bronz
20h – Mercado da Ribeira – O Ouvido de Vinícius , de Sergio Oliveira e Ezequiel Pierri

07/09 – Domingo
18h – Mercado da Ribeira – A Briga do Cachorro com a Onça, de Hidalgo Romero e Alice Villela
18h – Mercado da Ribeira  – Sinfonia, de Simon Pedro Brethé
18h – Mercado da Ribeira – O Canto da Lona, de Thiago B. Mendonça
20h – Mercado da Ribeira – Cauby: Começaria Tudo Outra Vez, de Nelson Honeff

Mais informações

%d blogueiros gostam disto: