Notícias

Vigilância Sanitária de Olinda dá dicas para escolha de pescado

População deve observar higiene do local e profissionais, além do bom acondicionamento e qualidade dos produtos

Publicado por: Redação da Secom, em: 12/04/19 às 11:46

Por Gessyca Wanderley

A Semana Santa se aproxima e a procura pelo peixe aumenta! Por isso, a Secretaria de Saúde de Olinda faz uma alerta aos consumidores repassando  dicas de como escolher um pescado de qualidade.

1- O pescado deve apresentar aspecto geral limpo e brilhante, bem próximo ao de um pescado vivo;

2- Não apresentar manchas, furos ou cortes na superfície;

3- As escamas devem estar bem firmes (resistentes ao puxá-las) e brilhantes;

4- A pele deve estar úmida e bem aderida ao músculo;

5- Os olhos devem ocupar toda a cavidade ocular, ser brilhantes e salientes;

6- A membrana que reveste as brânquias (guelras) deve oferecer resistência à sua abertura;

7- As brânquias (guelras) de peixes devem variar de rosa a vermelho-intenso, ser úmidas e brilhantes, com presença discreta de líquido viscoso e transparente;

8- O músculo e abdômen (barriga) em boas condições de conservação devem apresentar-se elásticos e firmes (quando pressionado, volta à sua forma original e não fica marcado);

9- O odor não pode ser forte, e sim parecido com cheiro de algas, característico da espécie.

Atenção!

Por lei a embalagem de todo pescado deve ter as seguintes informações:

– Tipo do pescado, estabelecimento de origem, peso líquido, data de embalagem, prazo de validade, forma de conservação e informação nutricional.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

%d blogueiros gostam disto: