Notícias

Diversão Agora é em Casa” – Escola Isaac Pereira, em Olinda, cria biblioteca virtual com auxílio de professores na pandemia

O projeto, que há três anos funcionava de forma presencial, ganhou uma nova cara por meio da tecnologia

Publicado por: Wladimir Paulino, em: 25/05/21 às 11:58

Por Pattricia Viviane

Duas professoras da Escola Municipal Isaac Pereira, localizada em Jardim Atlântico, criaram uma biblioteca virtual intitulada “A diversão agora é ler em casa” para dar continuidade do gosto pela leitura, mesmo de forma virtual, buscando aprimorar o conhecimento, o vocabulário e a criatividade dos alunos. A partir da divisão das turmas, as professoras Carla Gomes e Sandra Helena, a cada 15 dias, entram em contato com o grupo de whatsapp dos estudantes fornecido pelas professoras da turma.

O projeto “A diversão Agora é Ler em Casa” começou, de forma remota, em março deste ano, e desde então, cada vez mais, avança para as crianças do ensino infantil ao nível fundamental I. Hoje, a biblioteca virtual tem uma adesão de 20 turmas, mais de 60% de estudantes, assiduamente, recebem uma vez por mês, livros físicos e em PDF, gibis, contação de histórias com fantoches ao vivo ou por vídeos, artes, músicas infantis e muito mais.

As professoras trabalham diversos temas desde valores de respeito, amizades e gentilezas. Natureza, animais e plantas. Família. Escola, etc. Com as atividades remotas, os estudantes começaram a perguntar sobre os livros da sala de leitura.Carla conta que a vontade de aprender dos estudantes era tanta, que eles queriam ir à escola retirar o livro para leitura. “O pouco que oferecemos neste momento é muito para eles. Os títulos ficam no celular ou no computador deles.”

O pequeno Ikaro Mateus da Silva afirmou que aprendeu a escrever uma carta para a leoa e que pediu aos seus amiguinhos para também escreverem. A mãe de Ikaro, Iwa Josélia da Silva, agradece a iniciativa das professoras.

“Elas ajudam nossas crianças e as levam para um mundo da imaginação, onde eles se divertem e aprendem nesta primeira infância. Só a educação pode ajudar as mães neste tempo”. Para a mãe Luciana Ferreira, do estudante Lucas “a aula de biblioteca virtual é um incentivo para adaptação à leitura para seu filho. Tudo se inicia na leitura. Até os desenhos encantam com seus coloridos”.

Neste período de pandemia a Secretaria de Educação de Olinda, através da Secretaria Executiva de Programas e Políticas Educacionais começou o ano letivo de 2021 com estratégias pedagógicas voltadas para o desenvolvimento do projeto de vida do aluno, “quem sou, o que desejo ser”. O ano letivo começou de forma remota com o tema “Olinda, Reconectando Aprendizagens”. Segundo o secretário de Educação, Paulo Roberto Souza Silva, a Rede Municipal utiliza processos unindo o autoconhecimento, planejamento e a prática, onde o aluno ao aprender a se conhecer melhor, identifica seus potenciais, interesses e sonhos e consegue definir com melhor clareza suas metas e estratégias para alcançar objetivos.

Leitura – Com as pessoas passando mais tempo em casa e as formas de entretenimento diminuindo, a leitura se apresentou como uma boa opção de passatempo, elevando, assim, o consumo dos livros. De acordo com a pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, plataformas que reúnem livrarias e sebos viram seu movimento crescer em 50% apenas em abril de 2020. Biblioteca: O número de usuários online cresce 57% durante a pandemia.

A Escola Isaac Pereira é mais um exemplo positivo de reforço o seu compromisso em atuar na capacitação dos nossos estudantes, professores e funcionários para torná-los mais aptos e autossuficientes no processo de busca de informação, ensinando-os como e onde localizar fontes atualizadas e confiáveis”, afirma o Secretário de Educação de Olinda, Paulo Roberto Souza Silva.

O gestor da pasta, relembra que a Secretaria de Educação de Olinda tem desenvolvido ações de estímulo à leitura. Entre os exemplos, está o trabalho de alfabetização com contadores de histórias e o concurso anual de leitura, o CLEMO, além da participação da rede nas feiras de livros antes da pandemia. E já destaca, que este ano, ao contrário de 2020, a final do CLEMO acontecerá de forma presencial, no próximo dia 31, a partir das 13h30, na Biblioteca Municipal, onde seguirá todos os protocolos de segurança.

%d blogueiros gostam disto: