Notícias

Lamento Negro comemora mais de três décadas com lançamento de novo CD

Noite do Turbante acontece, neste sábado (20), no Centro de Cultura Luiz Freire, em Olinda

Publicado por: Marcilio Albuquerque, em: 19/01/18 às 12:25

Peça de valor da cultura de Olinda, o movimento Lamento Negro, nascido no bairro de Peixinhos, consegue ultrapassar as fronteiras quando o assunto é musicalidade. Bem mais que uma banda, bloco ou grupo percussivo, esse grande time, formado no final dos anos 1980, sempre esteve voltado para a valorização da cultura, sem deixar de lado as suas raízes. Neste sábado (20), a partir das 15h, o Centro Luiz Freire, localizado no Sítio Histórico, será palco da celebração de um trabalho de mais de três décadas, com a 3ª Noite do Turbante. Com o apoio da Prefeitura de Olinda e vários outros parceiros, o som das alfaias vai se unir a diversos ritmos e convidados, com o lançamento do CD ”Toque das Nações”.

O ponto de partida, trinta anos atrás, trouxe a ideia de transformar os finais de semana de comunidades carentes, afastando os jovens da criminalidade. Faltavam opções de lazer e era preciso dar um passo para mudar aquela realidade. O bloco passou a desenvolver trabalhos sociais, por meio de oficinas de percussão, confecção de instrumentos e aulas de capoeira, dança afro, artes cênicas e de yorubá. “O tempo passou e conseguimos construir uma identidade dentro do Estado. Foi a hora de deixar para trás aquele estigma de violência e construir uma história dentro da música”, ressalta o Mestre Maia.

Inspirados na música negra africana e no samba-reggae, o bloco iniciou um novo movimento. Abraçou uma linha de afoxé capaz de abrigar também o coco, o maracatu, a ciranda, o samba de roda e ainda o break. A influência logo se estendeu por nomes expressivos, a exemplo de Chico Science, responsável por levar o Manguebeat mundo afora. “A nossa cena musical é multicultural, mas não pode deixar de reconhecer quem plantou suas sementes. Para nós, resta seguir sempre em frente, buscando fazer o melhor”, destacou Maia, que comemora a montagem de um novo espaço em Olinda.

O Lamento Negro está se instalando na Casa Crer, localizada na Avenida Sigismundo Gonçalves, 654, no bairro do Carmo. Passada a agenda agitada do Carnaval 2018, o espaço deve abrir as portas para ministrar cursos e oficinas gratuitas como de capoeira, música, dança e percussão.

LANÇAMENTO – A terceira Noite do Turbante do Lamento Negro, com o lançamento do CD Toque das Nações, acontece no dia 20/01/2018, a partir das 15h, no Centro de Cultura Luiz Freire, localizado na Rua 27 de Janeiro, no Carmo. A festa conta com participação especial de nomes como Almir Rouche, Nena Queiroga, Pessoa Rivaldo, Zé Brown e Fernando Alakeja. Também sobem ao palco Manu Nascimento, Mãe Lúcia de Oyá, Dudu Oliveira, Gilmar Bola 8, Afro Cuba e mais dez atrações. Um grande arrastão de afoxés também promete não deixar ninguém parado.

%d blogueiros gostam disto: