Notícias

Música como instrumento de combate à vulnerabilidade social

Educadora, que encontrou na melodia a forma de superação, vai se apresentar na Alemanha

Publicado por: Rafaelly Carneiro, em: 16/04/18 às 18:52

Foto: Alice Mafra/ Secom

Texto: Juliana Nascimento

“Eu sou a 17.ª dos 20 filhos que meus pais tiveram. Cresci num lugar em que me ofereceram drogas e vi na música um universo novo que me tirou dessa realidade”. Essa é a história de superação de Milca de Paula, de 47 anos, pedagoga, mestre em Educação, escritora e musicista, olindense de coração e natural do Recife.

“Mesmo sendo de família humilde, quase todos nós tocávamos e tínhamos contato com instrumentos por curiosidade, mas aos 7 para 8 anos uma das minhas irmãs mais velhas me disse que comigo seria diferente, alguém tinha que estudar e me matriculou na Escola Técnica Estadual de Criatividade Musical (ETECM), desde então não parei de estudar sobre música e tocar piano e teclado”.

O sonho daquela garotinha tímida não só foi realizado. Ela fez com que vários jovens e crianças também alcançassem o mesmo. Além de lecionar na Fundação de Ensino Superior de Goiana e de trabalhar como produtora cultural da Fundarpe, ela é voluntária da ONG “Levante”, onde destina um tempo da sua vida corrida para dar aulas de música e fazer brincadeiras com crianças em situação de risco. 

Outra conquista de Milca ocorreu, recentemente quando recebeu a notícia da aprovação de um projeto para se apresentar na Alemanha. Além da professora, vão se apresentar mais dez pessoas, entre elas, três professores do Centro de Educação Musical de Olinda (CEMO): Wendell é professor de Flauta transversal, Newton é professor de violão e Kelsen é de piano e também atualmente coordenador pedagógico do Centro. Além deles, participam da Orquestra:  Gilson (sax), Marcos Acyoli (pífano/(sax) , Amanda Cabral (violino/voz), Luiz Henrique (sanfona /contra baixo), Newton Messias (violão), Kelsen (piano/teclado), Wendell (flauta transversal). Além dos músicos vão viajar , Loíde Moura (tradutora), Marcos (técnico de som).

O grupo forma a “Orquestra Nordestina” e irá oferecer concertos-aulas no Far All Itinerância Internacional de Música Nordestina e também vai exibir um vídeo sobre a cidade do coração, e mostrar as belezas e a cultura de Olinda. O evento será realizado de 5 a 26 de setembro.  “Eu quero dar visibilidade a essa cidade que gosto tanto, que moro atualmente e também a Pernambuco, através da música”. 

Curiosidades de Milca de Paula

Milca se formou em Pedagogia pela Funeso, fez especialização em musicalização Infantil no Seminário Batista Norte e mestrado em Educação pela Universidade de Pernambuco (UPE). Ela também defende a Lei 11769/2008 que se refere à obrigatoriedade do ensino de música nas Escolas.

Em outubro de 2017, Milca lançou o livro “Marlinda” sobre a cultura, hinos e informações sobre as cidades de Olinda e Recife.

%d blogueiros gostam disto: