Notícias

Prefeitura e Compesa iniciam monitoramento da rede de esgoto em Olinda

Parceria propõe a desobstrução de galerias nos principais corredores viários, além de ações educativas junto aos comerciantes. Maior preocupação são as ligações clandestinas e a falta de caixas de gordura

Publicado por: Secom, em: 04/08/14 às 17:07

Mais SaneamentoNuma reunião, na manhã da última sexta-feira (01), Prefeitura de Olinda e Compesa firmaram uma importante parceria para a Marin dos Caetés. O objetivo é fazer um monitoramento permanente na rede coletora do município, evitando assim alagamentos e problemas estruturais nos maiores corredores viários da cidade. A iniciativa recebe o reforço da Secretaria de Controle Urbano de Olinda, das vigilâncias Ambiental e Sanitária, além da Foz do Brasil – empresa que cuida da manutenção no sistema de saneamento na região Metropolitana do Recife (RMR).

Técnicos da Secretaria de Serviços Públicos e da Compesa realizaram um estudo que identificou os principais problemas na rede coletora da Avenida Getúlio Vargas. São situações que vão desde o assoreamento das galerias até o seu completo entupimento, passando pelas ligações clandestinas e a inexistência de caixas de gordura em bares e restaurantes, por exemplo.

“Vamos fazer a limpeza das galerias da Avenida Getúlio Vargas, enquanto técnicos da Secretaria de Serviços Públicos farão o rebaixamento do meio fio, para que a água possa escoar diretamente para a galeria”, comentou o representante da Compesa, Valdir Albuquerque.

Durante este processo, agentes da Secretaria de Controle Urbano, das vigilâncias Ambiental e Sanitária de Olinda, juntamente a Foz, iniciarão uma ação educativa e de conscientização com os donos de estabelecimentos comerciais da via. A ideia é orientá-los para a construção de caixas de gordura e a correta ligação do sistema de esgoto do estabelecimento ao sistema de saneamento da rua.

“Essas caixas de gordura são extremamente importantes, pois a gordura proveniente da preparação de alimentos entope as galerias e faz com que o esgoto retorne para os imóveis ou mesmo a água das chuvas não possam escoar em períodos de inverno”, disse o secretário de Serviços Públicos, Manoel Sátiro.

O trabalho realizado ao longo da Avenida Getúlio Vargas é um piloto e tem início já neste mês de agosto. O objetivo é levá-lo a outros importantes corredores viários de Olinda como as avenidas Carlos de Lima Cavalcante e Presidente Kennedy. “Com isso, a cidade só tem a ganhar, pois melhora a vida da população e a economia do município, uma vez que ação também valoriza os estabelecimentos comerciais”, finalizou Sátiro.

%d blogueiros gostam disto: