Notícias

Escolha dos homenageados do Carnaval de Olinda 2018

Publicado por: Rafaelly Carneiro, em: 17/01/18 às 18:45

Começa nesta quinta-feira (18) a votação para a escolha dos homenageados do Carnaval 2018 da Marim dos Caetés. A prefeitura em  pareceria com a Rede Globo Nordeste vai colocar urnas em locais públicos com dez candidatos para os olindenses escolherem democraticamente. Os nomes dos vencedores serão divulgados no próximo dia 25 de janeiro. Confira os locais da urna itinerante e os candidatos:

Os candidatos homenageados são: O Artista Plástico, Tiago da Bruxa, o Artesão Mestre Afonso, o Músico, e compositor, Marcos Axé, o  Arquiteto, Antenor Vieira de Melo, a Coquista Mestra Ana Lúcia do Coco, o Compositor Tito Lívio, o Maestro Ivan do Espirito Santo, a Passista Adriana do Frevo, a porta estandarte, Zeu das Olindas , e o Carregador do boneco do Homem da Meia Noite, Pedro Garrido.

18/01 – Praia do antigo Quartel da Polícia do Exército (PE), 6h30 às 15h

19/01 – Terminal de Ônibus de Rio Doce, 6h30 às 15h

20/01 – Feira de Peixinhos, 7h30 às 13h30

22/01 – Terminal de Xambá, 6h30 às 15h

23/01 – Centro Comercial de Ouro Preto, 6h30 às 15h

24/01 – Alto da Sé, 6h30 às 15h

25/01 – Anúncio do Homenageado

 

Fotos:Escolha dos  Homenageados/ CARNAVAL OLINDA 2018 (1)

1.Tiago da Bruxa

Artista plástico, Tiago José dos Santos é o criador das Bruxas mais conhecidas das ladeiras de Olinda. Há onze anos ele leva às ruas a personagem do imaginário infantil divertindo ainda mais os foliões. A ideia surgiu em 2003 entre fantasias e brinquedos que Tiago produzia para vender durante Carnaval.

2.Mestre Afonso

Afonso Gomes de Aguiar Filho é artesão, babalorixá e presidente do Maracatu Carnavalesco Misto Leão Coroado desde 1997, que é o mais antigo ícone da cultura pernambucana em atividade ininterrupta. Com Mestre Afonso o maracatu já ganhou vários prêmios, inclusive, o de primeiro maracatu de baque virado patrimônio vivo de Pernambuco.

3. Marcos Axé

Músico, compositor e produtor musical, Marcos Antônio Alves, conhecido no meio artístico como Marcos Axé, iniciou vida musical dentro dos terreiros de candomblé de Olinda e Recife. Construiu uma carreira sólida atuando em shows, gravações e produções musicais, seguindo passos dentro e fora de Pernambuco.

4. Antenor Vieira de Melo

Arquiteto, professor, chefe do Departamento de Arquitetura da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e ex-diretor do Centro de Preservação do Sítio Histórico de Olinda. Morador do bairro do Amparo, contribuiu muito para a história da cidade.

5. Mestra Ana Lúcia do Coco

Ana Lúcia Nunes da Silva é uma das primeiras moradoras do Amaro Branco, em Olinda. Ana nasceu em 26 de março de 1944, na ilha do Maruim, Varadouro. Há 70 anos tem se dedicado a cultura popular. Foi uma das primeiras mulheres a tocar o ganzá e também a compor coco de roda. Lidera, há 59 anos, o Pastoril Estrela de Belém , no qual realiza um trabalho voluntário com crianças das comunidades olindenses.

 

  1. Tito Lívio

Cantor e compositor pernambucano fez parte do movimento musical pernambucano na década de 70. Lançou quatros discos e uma das suas músicas mais populares, Arreio de Prata, foi interpretada por Alceu Valença.

 

  1. Maestro Ivan do Espirito Santo

Olindense, saxofonista, maestro da banda de música do Grêmio Musical Henrique Dias, onde ministra cursos de Teoria Musical. Atua nas orquestras do Conservatório Pernambucano de Música e Contemporânea de Olinda.

 

  1. Adriana do Frevo

Natural de Olinda, Adriana Lima é conhecida como Adriana do Frevo. Há mais de 20 anos vem ensinando o ritmo pelo Brasil. Fundadora do grupo Cia Brasil por Dança, que desenvolve um trabalho voluntário ensinando frevo para crianças, jovens e adultos do Clube Vassourinhas de Olinda.

9. Zeu das Olindas

Primeira porta estandarte e fundadora da Escola Preto Velho, Ialorixá, Maria dos Prazeres de Paula, é uma das pessoas mais atuantes no Carnaval de Olinda. Fundadora do encontro de bonecos gigantes e dos bonecos mirins.

 

  1. Pedro Garrido

Carregador do boneco do Homem da Meia Noite, há 30 anos. Pedro começou nessa empreitada desde muito cedo. Ele também deu vida a outros bonecos como: Capiba, Maestro Forró e a Mulher do Meio Dia. No ano de 2015 foi um dos homenageados do Homem da Meia Noite abrilhantando o desfile do calunga pelas ladeiras da Cidade Alta.

 

%d blogueiros gostam disto: